Bom 2009!

quarta-feira, dezembro 31, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


Apesar dos alertas de crise, há que ter confiança que vem aí o melhor de todos os anos.

Amigos e amigas, conhecidos e desconhecidos, um feliz 2009 para todos!

Etiquetas:

O Amor

quarta-feira, dezembro 31, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


Por ti junto aos jardins recém-enflorados me doem os perfumes de primavera.
Esqueci teu rosto, não recordo de tuas mãos, de como beijavam teus lábios?
Por ti amo as brancas estátuas adormecidas nos parques, as brancas estátuas que não têm voz nem olhar.
Esqueci tua voz, tua voz alegre, esqueci de teus olhos.
Como uma flor a seu perfume, estou atado à tua lembrança imprecisa. Estou perto da dor como uma ferida, se me tocas me maltratarás irremediavelmente.
Tuas carícias me envolvem como as trepadeiras aos muros sombrios.
Esqueci teu amor e não obstante te adivinho atrás de todas as janelas.
Por ti me doem os pesados perfumes do estio: por ti volto a espreitar os signos que precipitam os desejos, as estrelas em fuga, os objetos que caem.


(Pablo Neruda - Para nascer nasci)

Feia

terça-feira, dezembro 30, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Quando penso em ti fico assim:

BEIJINHOOOOOOO!

segunda-feira, dezembro 29, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Um BEIJO para uma menina que esboça um sorriso quando se lembra de mim. Para os gajos logo arranjo outra foto! :P

Gostaste?

Cidade dos Anjos

domingo, dezembro 28, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


Fica aqui a partilha da sonoridade de um dos filmes que acho especiaís. Senhoras e senhores, apresento-vos 3 músicas da banda sonora de Cidade dos Anjos.













É só copiar o link...

http://www.youtube.com/watch?v=j42ApkIIdNc
(In The Arms of The Angel)

http://www.youtube.com/watch?v=JiXnswDyZAQ
(Iris)

http://www.youtube.com/watch?v=SGorhe2RgWg
(Angel)

Depois diz-me se gostaste.

Diz adeus para a camera

terça-feira, dezembro 23, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)



Isto de tirar o protagonismo às freiras deve ser um pecado qq...

Inspira, expira

domingo, dezembro 21, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Glória numa flor

domingo, dezembro 21, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (2)

“O que de esplendor outrora tão brilhante agora seja tomado de minha vista para sempre. Apesar que nada pode trazer de volta a hora de esplendor na relva, de glória numa flor, não nos afligiremos. Encontraremos forças no que ficou para trás.”

Wordsworth

.

Musica encantadora

sábado, dezembro 20, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

No dia 20 de dezembro e nos últimos dias, a música que não consigo parar de ouvir é:



Ana Moura - A sós com a noite

Desejos de Natal

quinta-feira, dezembro 18, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

A TODOS OS MEUS AMIGOS, FAMILIARES e CONHECIDOS

Para todos aqueles que em 2008 me enviaram mails em "correntes" dizendo que se reenviasse ia ficar rico ou milionário, informo que NÃO FUNCIONOU !

Em 2009 por favor mandem: dinheiro, presentes ou vales de gasolina .
Obrigado .



Musica bonita!

terça-feira, dezembro 16, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

video

Evolução

terça-feira, dezembro 16, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

O que somos nunca muda, mas quem somos muda constantemente.


Tá quaseeeeeeee!

terça-feira, dezembro 16, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Gira I

segunda-feira, dezembro 15, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Canta bem, dança bem, é namorada do campeão de formula 1 e é gira que se farta.
Senhoras e senhores: Nicole Scherzinger !

Elegância

domingo, dezembro 14, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


Elegância é a arte de não se fazer notar, deixando-de distinguir.


.

Lista de prendas para o Natal

quinta-feira, dezembro 11, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (2)

Caro Pai Natal, sabes que nunca te pedi uma prenda, mas um dia lá teria de ser, e o dia é hoje.
Deixo-te 3 sugestões, estás à vontade para decidir qual delas preferes, só faço uma exigência: a côr tem de ser em branco ou vermelho.


Alfa Romeu MITO

Fiat 500

Seat Ibiza SC Sport

Se algum dos meus amigos ganhar o Euromilhões, sinta-se à vontade para fazer de Pai Natal.

LOL

quarta-feira, dezembro 10, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Rosa negra

terça-feira, dezembro 09, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)


Porque há rosas que não parecem ser, porque há beleza para lá do primeiro olhar.

Não consigo tirar os olhos de ti

terça-feira, dezembro 09, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)



Dedicada a todas e todos os que quando vemos achamos "És gira(o)..."

L-O-V-E by the Cole's

segunda-feira, dezembro 08, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)



Love - Nat King Cole





Every Time We Say Goodbye - Natalie Cole

Por vezes só nos resta...

segunda-feira, dezembro 08, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


Walk Away - Ben Harper


Oh no
Here comes that sun again
That means another day
Without you my friend

And it hurts me
To look into the mirror at myself
And it hurts even more
To have to be with somebody else
And its so hard to do
And so easy to say
But sometimes
Sometimes you just have to walk away
Walk away

With so many people
To love in my life
Why do I worry
About one

But you put the happy
In my ness
You put the good times
Into my fun
And its so hard to do
And so easy to say
But sometimes
Sometimes you just have to walk away
Walk away
And head for the door

Weve tried the goodbye
So many days
We walk in the same direction
So that we could never stray
They say if you love somebody
Than you have got to set them free
But I would rather be locked to you
Than live in this pain and misery

They say time will
Make all this go away
But its time that has taken my tomorrows
And turned them into yesterdays
And once again that rising sun
Is dropping on down
And once again you my friend
Are nowhere to be found
And its so hard to do
And so easy to say
But sometimes
Sometimes you just have to walk away
Walk away
And head for the door
You just walk away
Walk away

Ser grande

domingo, dezembro 07, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


"Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive."


F. Pessoa

Madredeus - "Guitarra"

domingo, dezembro 07, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)



Quando uma guitarra trina
Nas mãos de um bom tocador
A própria guitarra ensina
A cantar seja quem for
Eu quero que o meu caixão
Tenha uma forma bizarra
A forma de um coração
A forma de uma guitarra
Guitarra, guitarra querida
Eu venho chorar contigo
Sinto mais suave a vida
Quando tu choras comigo...

.

Lua adversa

sábado, dezembro 06, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Cecília Meireles

Ar fresco

sexta-feira, dezembro 05, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Estou a começar a ficar farto da cidade e a pensar que me apetecia passar alguns dias por ano no campo, algo que há poucos anos nunca diria.



Sintoma da idade? :P


.

Magia

sexta-feira, dezembro 05, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

São momentos como este que me fazem lembrar apenas os aspectos positivos de estar apaixonado.


Colbie Caillat - Magic

É bonita...

.

O anjo mais velho

sexta-feira, dezembro 05, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)






O Anjo Mais Velho - Dos "O Teatro Mágico"


"O dia mente a cor da noite
E o diamante a cor dos olhos
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente"


Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minh'alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar


Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar


Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia, o verbo, a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só


Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar

.

Tentações

quarta-feira, dezembro 03, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

10º Mandamento

quarta-feira, dezembro 03, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)


"Não cobicarás a mulher do próximo".

É capaz de ter corrido mal...

.

Para relaxar

quarta-feira, dezembro 03, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Aqui vão duas musicas dos Bent para relaxar a meio da semana.


Bent -Swollen



Bent - Winter

.

Quero saber

terça-feira, dezembro 02, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

cre sabe 2008

A letra do "cre sabe" em português. Apreciem!

CRE SABE

Se eu te der um beijo na boca, diz-me se gostarás
Se eu der uma volta contigo na praça, diz-me se gostarás
Se eu te der uma massagem nas costas, diz-me se gostarás
Se eu te de der um apalpão, diz-me se gostarás
Duas passagens para janta em Roma, diz-me se gostarás
Levar-te às lojas e fazer umas compras, diz-me se gostarás
Rio de Janeiro, carnaval
diz-me se gostarias de ir
Copacabana caipirinha
diz-me se gostarás

REFRÃO
Quero saber o que realmente gostas
Conta-me o que realmente gostas
Quero saber o que realmente gostas
Conta-me o que realmente gostas
.

Bem bom

segunda-feira, dezembro 01, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)



Bonita esta versão do "Bem bom" das Doce, agora interpretada pelo Rui Reininho.

.

Tá frio!

segunda-feira, dezembro 01, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)


Tenho saudades do calor... :P

.

O Diário da Nossa Paixão

sábado, novembro 29, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


"Achas que o nosso amor pode fazer um milagre?"

quinta-feira, novembro 27, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)


"Não existe o esquecimento total
as pegadas impressas na alma são indestrutíveis."
(Thomas De Quincey)


Conheço umas quantas pessoas que explique eu de que maneira for, não compreendem o que o amigo Thomas tão bem explicou. Guardo o passado marcante no meu presente e no meu futuro. Transformo-me no que sou hoje. Encaro essas pegagas como um ensinamento e não uma limitação...

.

Poema sobre a recusa

quinta-feira, novembro 27, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)



Como é possível perder-te

sem nunca te ter achado

nem na polpa dos meus dedos

se ter formado o afago

sem termos sido a cidade

nem termos rasgado pedras

sem descobrirmos a cor

nem o interior da erva.

Como é possível perder-te

sem nunca te ter achado

minha raiva de ternura

meu ódio de conhecer-te

minha alegria profunda

Maria Teresa Horta

(Patrocionado pela Susana)

Verdades

quarta-feira, novembro 26, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)



Ora aqui está um pensamento que é uma boa verdade para a esmagadora maiora dos homens.
Patrocionado pela Joaninha!

EMBRIAGAI-VOS!

domingo, novembro 23, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

É necessário estar sempre bêbado.

Tudo se reduz a isso; eis o único problema.
Para não sentirdes o fardo horrível do Tempo, que vos abate e vos faz pender para a terra, é preciso que vos embriagueis sem tréguas.

Mas – de quê ? De vinho, de poesia ou de virtude, como achardes melhor.
Contanto que vos embriagueis.

E, se algumas vezes, sobre os degraus de um palácio, sobre a verde relva de um fosso, na desolada solidão do vosso quarto, despertardes, com a embriaguez já atenuada ou desaparecida, perguntai ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, perguntai-lhes que horas são; e o vento, e a vaga, e a estrela, e o pássaro, e o relógio, hão de vos responder:

- É a hora da embriaguez ! Para não serdes os martirizados escravos do Tempo, embriagai-vos; embragai-vos sem cessar !

De vinho, de poesia ou de virtude, como achardes melhor.


Poema de Charles Beaudelaire

Tainted Love

domingo, novembro 23, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

O quanto a sonoridade muda ao longos dos tempos. A evolução de "Tainted Love" nos últimos 45 anos.


Gloria Jones (1964)



Soft Cell (1981)



Marilyn Manson (2002)



Pussycat Dolls (2007)

Sonoridade encantadora

domingo, novembro 23, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)



"I Wrote This Song About You", também chamada "The Beep Beep Song" é uma pequena amostra da musica da Simone White.

Fica aqui outro exemplo para, quem gosta, desfrutar.


Simone White - I didn't have any summer romance

O Sutra do Coração

domingo, novembro 23, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Há que partilhar um pouco de outras culturas. Hoje partilho convosco um pouco da cultura tibetiana: o sutra do coração.




"Quando o bodhisattva Avalokiteshvara praticava profundamente a perfeição da sabedoria, viu claramente que os cinco agregados [forma, sensações, percepções, vontade, consciência] são vazios em sua natureza. Assim, libertou-se de todas as tristezas e sofrimentos.

Ó Shariputra, a forma é vacuidade, a vacuidade é a forma. A forma não é outra senão a vacuidade, a vacuidade não é outra senão a forma. As sensações, percepções, vontade e consciência também são assim.

Ó Shariputra, todos os fenômenos são vacuidade. Não aparecem nem desaparecem, não são impuros nem puros, não crescem nem diminuem. Portanto, na vacuidade não há forma, sensação, percepção, vontade, consciência; não há olho, ouvido, nariz, língua, corpo, mente; não há cor, som, odor, sabor, tato, fenômeno; não há [reino dos sentidos, desde] o reino da visão até o reino da mente; não há [elos da existência dependente, desde] a ignorância e o fim da ignorância até a velhice-e-morte e a fim da velhice-e-morte; não há [as Verdades Nobres sobre] o Sofrimento, a Origem, a Cessação, o Caminho; não há sabedoria, nem ganho, nenhum ganho.

Sem o que ganhar, o Bodhisattva permanece na perfeição da sabedoria e não tem obstáculos em sua mente. Sem obstáculos e, portanto, sem medo, ele fica bem distante das delusões; isto é o nirvana. Todos os Buddhas dos três tempos, através da perfeição da sabedoria, alcançam a a iluminação insuperável, completa e perfeita.

Portanto, saiba que o mantra da perfeição da sabedoria é um mantra de grande divindade, um mantra de grande sabedoria, um mantra insuperável, um mantra inigualável, capaz de eliminar todo sofrimento; isto é verdade, não é mentira. Então, proclame o mantra da perfeição da sabedoria, o mantra que diz:

GATE GATE PARAGATE PARASAMGATE BODHI SVAHA

Isto completa o Coração da Venerável Perfeição da Sabedoria."

Amar é a eterna inocência

quinta-feira, novembro 20, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Venho por esta forma admitir que eu, Rui Pedro Veríssimo Fernandes sou um fã incondicional deste senhor: Fernando Pessoa, o homem que escreveu o que os outros sentiram e reparou no que os outros apenas viram.


"Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe porque ama, nem o que é amar
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência, não pensar..."

...

Etiquetas:

Music is live

quarta-feira, novembro 19, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)



Porque por vezes a musica é vida. No minímo tem momentos de genialidade em que a descreve-a na perfeição.

Já cheira a Natal

terça-feira, novembro 18, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (2)

video

Bem-vindos à minha casa

quarta-feira, novembro 12, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Trago aqui uma musica típica de um emigrante argelino em França! Eheheh! Mas ouve, vais ver que te faz bater o pé.



Billal big ali sinik : bienvenue chez les bylkas

Beijos às meninas, abraços aos meninos.
PS: A semana tá quase a acabar!!

Falta-me tempo para viver

terça-feira, novembro 11, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (3)

É apenas um anúncio, mas muito esclarecedor sobre a gestão que fazemos dos anos, dias, minutos em que estamos vivos.



Hoje digo ao Pajó, à Joana, à Raquel e à Catarina que eu seria uma pessoa menos especial se não vos conhecesse.

Descanso

terça-feira, novembro 11, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Para quando precisares de relaxar.






Coisas impressionantes

domingo, novembro 09, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

I m p r e s s i o n a n t e !

Fácil de entender

domingo, novembro 09, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Uma versão mais calma, e com um video bonito de uma musica que para mim é um daqueles momentos de sintonia com o mundo, quando alguém escreveu o que eu sentia naquele momento e não conseguia expressar em palavras.


Senhoras e senhores, The Gift - Fácil de entender.

As Palavras Que Nunca Te Direi

domingo, novembro 09, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (6)

No livro "As Palavras Que Nunca Te Direi" de Nicholas Spark, uma história de amor perdido e encontrado, encontrei esta frase:

"Tu escolhes - entre o passado e o futuro. Agarra-te a um deles e aguenta-te"

E tu, a que te agarras?

Ups...

sexta-feira, novembro 07, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

É capaz de não ter corrido muito bem...










































































E para acabar em beleza:

Bye bye Bush

quinta-feira, novembro 06, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Adeus oh tu que até tiras a paciência a um papa.



















O Obama reúne um consenso como eu nunca presenciei, levando inclusivé os americanos a buzinarem na rua, o que é practicamente inédito para aqueles lados.
Espero que esteja pelo menos à altura de (basta-me) metade das expectativas criadas à sua volta. Não são só os Americanos que precisam de quem é capaz de "trazer a mudança à América", o mundo também precisa.

O bobo morreu. Longa vida ao rei!

This love loves love

quinta-feira, novembro 06, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (2)

Um momento de relax.


Craig Armstrong feat Liz Fraser - This Love

Patrocionado pela menina Catarina.

Donna Maria

domingo, novembro 02, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Uma banda portuguesa que faz a junção do clássico com o moderno, misturado com bom gosto.

Ouçam e opinem se gostaram ou não.




Musica: Miguel Rebelo
Letra:
Miguel A. Majer

Sabe bem ter-te por perto
Sabe bem tudo tão certo
Sabe bem quando te espero
Sabe bem beber quem quero

Quase que não chegava
A tempo de me deliciar
Quase que não chegava
A horas de te abraçar
Quase que não recebia
A prenda prometida
Quase que não devia
Existir tal companhia

Não me lembras o céu
Nem nada que se pareça
Não me lembras a lua
Nem nada que se escureça
Se um dia me sinto nua
Tomara que a terra estremeça
Que a minha boca na tua
Eu confesso não sai da cabeça

Se um beijo é quase perfeito
Perdidos num rio sem leito
Que dirá se o tempo nos der
O tempo a que temos direito

Se um dia um anjo fizer
A seta bater-te no peito
Se um dia o diabo quiser
Faremos o crime perfeito








Se quiserem conhecer mais, visitem: http://www.myspace.com/donnamariapt

PS: Não, não tenho quota no negócio. "A simplicidade é o máximo da sofisticação."

Provérbio Maori

domingo, novembro 02, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

“He tini nga whetu e ngaro I te kapua iti”
Muitas estrelas não podem ser ocultadas por uma pequena nuvem.















Dedicado a quem brilha muito, mas que por vezes se esquece.

Quem me ouviria?

sábado, novembro 01, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

"Quem, se eu gritasse, entre as legiões dos Anjos me ouviria? E mesmo que um deles me tomasse inesperadamente em seu coração, aniquilar-me-ia sua existência demasiado forte. Pois que é o Belo senão o grau do Terrível que ainda suportamos e que admiramos porque, impassível, desdenha destruir-nos? Todo Anjo é terrível.

E eu me contenho, pois, e reprimo o apelo do meu soluço obscuro. Ai, quem nos poderia valer? Nem Anjos, nem homens
e o intuitivo animal logo adverte que para nós não há amparo neste mundo definido. Resta-nos, quem sabe, a árvore de alguma colina, que podemos rever cada dia; resta-nos a rua de ontem e o apego cotidiano de algum hábito que se afeiçoou a nós e permaneceu. (...)"




Rainer Maria Rilke
ELEGIAS DE DUÍNO

Vitimas

quinta-feira, outubro 30, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)


"Victims. Aren't we all?"

Que ambiente?

terça-feira, outubro 28, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Escreve-me!

segunda-feira, outubro 27, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)




Escreve-me! Ainda que seja só
Uma palavra, uma palavra apenas,
Suave como o teu nome e casta
Como um perfume casto d'açucenas!
Escreve-me!Há tanto, há tanto tempo
Que te não vejo, amor!Meu coração
Morreu já, e no mundo aos pobres mortos
Ninguém nega uma frase d'oração!
"Amo-te!"Cinco letras pequeninas,
Folhas leves e tenras de boninas,
Um poema d'amor e felicidade!
Não queres mandar-me esta palavra apenas?
Olha, manda então...brandas...serenas...
Cinco pétalas roxas de saudade...

Florbela Espanca

De pequenino...

segunda-feira, outubro 27, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Há coisas que só podes fazer enquanto és novo. Aproveita enquanto podes!

Encontros Perfeitos

domingo, outubro 26, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Porque são deliciosos.






























































































































Olhos abertos

domingo, outubro 26, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Estava deitado na relva.
De repente abri os olhos
e foi isto que eu vi.



E ainda há quem diga que não há paraíso?

Para sempre

sábado, outubro 25, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)




O nosso amor de sempre
Brilhará, p'ra sempre
Ai, meu amor
O que eu já chorei por ti
Mas sempre
P'ra sempre
Vou gostar de ti

Juro, meu amor que sempre
Voltarei, p'ra sempre
Ai, meu amor
O que eu já chorei por ti
Mas sempre
P'ra sempre
Gostarei de ti

Ai, meu amor
O que eu já chorei por ti
Mas sempre
P'ra sempre
Vou gostar de ti

A banca nacionalizou o Governo

terça-feira, outubro 21, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Depois de ter recebido este texto 4 vezes nos últimos 2 dias, resolvi lê-lo. E faz todo o sentido... Senão, vejam




Opinião
A banca nacionalizou o Governo


A troco de apenas algum dinheiro, os bancos emprestam-nos o nosso próprio dinheiro para que possamos fazer com ele o que quisermos. A nobreza desta atitude dos bancos deve ser sublinhada




Quando, no passado domingo, o Ministério das Finanças anunciou que o Governo vai prestar uma garantia de 20 mil milhões de euros aos bancos até ao fim do ano, respirei de alívio. Em tempos de gravíssima crise mundial, devemos ajudar quem mais precisa. E se há alguém que precisa de ajuda são os banqueiros. De acordo com notícias de Agosto deste ano, Portugal foi o país da Zona Euro em que as margens de lucro dos bancos mais aumentaram desde o início da crise. Segundo notícias de Agosto de 2007, os lucros dos quatro maiores bancos privados atingiram 1,137 mil milhões de euros, só no primeiro semestre desse ano, o que representava um aumento de 23% relativamente aos lucros dos mesmos bancos em igual período do ano anterior. Como é que esta gente estava a conseguir fazer face à crise sem a ajuda do Estado é, para mim, um mistério.
A partir de agora, porém, o Governo disponibiliza aos bancos dinheiro dos nossos impostos. Significa isto que eu, como contribuinte, sou fiador do banco que é meu credor. Financio o banco que me financia a mim. Não sei se o leitor está a conseguir captar toda a profundidade deste raciocínio. Eu consegui, mas tive de pensar muito e fiquei com dor de cabeça. Ou muito me engano ou o que se passa é o seguinte: os contribuintes emprestam o seu dinheiro aos bancos sem cobrar nada, e depois os bancos emprestam o mesmo dinheiro aos contribuintes, mas cobrando simpáticas taxas de juro. A troco de apenas algum dinheiro, os bancos emprestam-nos o nosso próprio dinheiro para que possamos fazer com ele o que quisermos. A nobreza desta atitude dos bancos deve ser sublinhada.
Tendo em conta que, depois de anos de lucros colossais, a banca precisa de ajuda, há quem receie que os bancos voltem a não saber gerir este dinheiro garantido pelo Estado. Mas eu sei que as instituições bancárias aprenderam a sua lição e vão aplicar ajuizadamente a ajuda do Governo. Tenho a certeza de que os bancos vão usar pelo menos parte desse dinheiro para devolver aos clientes aqueles arredondamentos que foram fazendo indevidamente no crédito à habitação, por exemplo, e que ascendem a vários milhares de euros no final de cada empréstimo. Essa será, sem dúvida nenhuma, uma prioridade. Vivemos tempos difíceis, e julgo que todos, sem excepção, temos de dar as mãos. Por mim, dou as mãos aos bancos. Assim que eles tirarem as mãos do meu bolso, dou mesmo.

As tuas mãos

terça-feira, outubro 21, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)




As tuas mãos tem grossas veias como cordas azuis sobre um fundo de manchas
já cor de terra - como são belas as tuas mãos - pelo quanto lidaram, acariciaram ou
fremiram na nobre cólera dos justos ...


Porque, há nas tuas mãos, meu velho pai, essa beleza que se chama
simplesmente vida.
E, ao entardecer, quando elas repousam nos braços da
tua cadeira predileta, uma luz parece vir de dentro delas ...

Virá dessa chama que, pouco a pouco, longamente, vieste alimentando
na terrível solidão do mundo, como quem junta uns gravetos e
tenta acendê-los contar o vento ?
Ah, como os fizeste arder, fulgir, com o milagre das tuas mãos.

E é, ainda, a vida que transfigura as tuas mãos nodosas ... essa chama
de vida - que transcende a própria vida - ... e que os Anjos,
um dia, chamarão de alma.

(Mario Quintana)

Encantador

domingo, outubro 19, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)



Algures por cima do arco-irís.

Corpo feminino

sexta-feira, outubro 17, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Não importa o quanto pesa. É fascinante tocar, abraçar e acariciar o corpo de uma mulher. Saber seu peso não nos proporciona nenhuma emoção.
Não temos a menor idéia de qual seja seu manequim. Nossa avaliação é visual, isso quer dizer, se tem forma de guitarra... está bem. Não nos importa quanto medem em centímetros - é uma questão de proporções, não de medidas.
As proporções ideais do corpo de uma mulher são: curvilíneas, cheinhas, femininas.... Essa classe de corpo que, sem dúvida, se nota numa fração de segundo. As magrinhas que desfilam nas passarelas, seguem a tendência desenhada por estilistas que, diga-se de passagem, são todos gays e odeiam as mulheres e com elas competem. Suas modas são retas e sem formas e agridem o corpo que eles odeiam porque não podem tê-los.
Não há beleza mais irresistível na mulher do que a feminilidade e a doçura. A elegância e o bom trato, são equivalentes a mil viagras.
A maquiagem foi inventada para que as mulheres a usem. Usem! Para andar de cara lavada, basta a nossa. Os cabelos, quanto mais tratados, melhor.
As saias foram inventadas para mostrar suas magníficas pernas. Porque razão as cobrem com calças longas? Para que as confundam conosco? Uma onda é uma onda, as cadeiras são cadeiras e pronto. Se a natureza lhes deu estas formas curvilíneas, foi por alguma razão e eu reitero: nós gostamos assim. Ocultar essas formas, é como ter o melhor sofá embalado no sótão.
É essa a lei da natureza... que todo aquele que se casa com uma modelo magra, anoréxica, bulêmica e nervosa logo procura uma amante cheinha, simpática, tranqüila e cheia de saúde.
Entendam de uma vez! Tratem de agradar a nós e não a vocês. porque, nunca terão uma referência objetiva, do quanto são lindas, dita por uma mulher. Nenhuma mulher vai reconhecer jamais, diante de um homem, com
sinceridade, que outra mulher é linda.
As jovens são lindas... mas as de 40 para cima, são verdadeiros pratos fortes. Por tantas delas somos capazes de atravessar o atlântico a nado. O corpo muda... cresce. Não podem pensar, sem ficarem psicóticas que podem entrar no mesmo vestido que
usavam aos 18. Entretanto uma mulher de 45, na qual entre na roupa que usou aos 18 anos, ou tem problemas de desenvolvimento ou está se auto-destruindo.
Nós gostamos das mulheres que sabem conduzir sua vida com equilíbrio e sabem controlar sua natural tendência a culpas. Ou seja, aquela que quando tem que comer, come com vontade (a dieta virá em setembro, não antes; quando tem que fazer dieta, faz dieta com vontade (não se saboteia e não sofre); quando tem que ter intimidade com o parceiro, tem com vontade; quando tem que comprar algo que goste, compra; quando tem que economizar, economiza.

Algumas linhas no rosto, algumas cicatrizes no ventre, algumas marcas de estrias não lhes tira a beleza. São feridas de guerra, testemunhas de que fizeram algo em suas vidas, não tiveram anos 'em formol' nem em spa... viveram! O corpo da mulher é a prova de que Deus existe. É o sagrado recinto da gestação de todos os homens, onde foram alimentados, ninados e nós, sem querer, as enchemos de estrias, de cesárias e demais coisas que tiveram que acontecer para estarmos vivos.
Cuidem-no! Cuidem-se! Amem-se!
A beleza é tudo isto.

Paulo Coelho


Esta fantástica descrição foi partilhada pela Raquelinha. Obrigado!

Não sei parar de te olhar

sexta-feira, outubro 17, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Acho que devo andar a passar uma fase em que se sente tudo duma forma mais intensa.

Adorei esta musica e partilho-a contigo.


É ISSO AÍ - Ana Carolina e Seu Jorge

Gostaste?

O letreiro

terça-feira, outubro 14, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Escrever o mesmo de forma diferente




Uma muito curta metragem que ganhou um prémio no Festival de Cannes.
'A história de um letreiro' - http://www.historiadeunletrero.com

Tocante. Obrigado A.

Mar

domingo, outubro 12, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

De todos os cantos do mundo
amo com um amor mais forte e mais profundo
aquela praia extasiada e nua
onde me uni ao mar, ao vento e á lua. "


Sophia de Mello Breyner Andersen.

Estás a ficar doido quando...

sábado, outubro 11, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

1. Envias um e-mail ou usas o GTalk para conversar com a pessoa que
trabalha na secretária ao teu lado;

2. Usas o telemóvel na garagem de casa para pedir a alguém que te
ajude a levar as compras;

3. Esqueces o telemóvel em casa (coisa que não tinhas há 10 anos
atrás), ficas apavorado e voltas para buscá-lo;

4. Levantas-te pela manhã e quase que ligas o computador antes de tomar o café;

5. Conheces o significado de tb, qd, cmg, mm, dps, k, ...;

6. Não sabes o preço de um envelope comum;

7. A maioria das anedotas que conheces, recebeste por e-mail (e ainda
por cima ris sózinho...);

8. Dizes o nome da tua empresa quando atendes ao telefone em tua
própria casa (ou até mesmo o telemóvel!!);

Digitas o '0' para telefonar desde tua casa;

10. Vais para o trabalho quando está a amanhecer, voltas para casa
quando anoitece de novo;

11. Quando o teu computador pára de funcionar, parece que foi o teu
coração que parou;

11. Estás a ler esta lista e a concordar com a cabeça e a sorrir;

12. Estás a concordar tão interessado na leitura que nem reparaste que
a lista não tem o número 9;

13. Retornaste à lista para verificar se era verdade que faltava o
número 9 e nem viste que há dois números 11;

14. E AGORA ESTÁS A RIR DE TI MESMO!!!


Confesso que me revejo neste texto :P

A Lógica de Einstein

quinta-feira, outubro 09, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)

Duas crianças estavam patinando num lago congelado da Alemanha. Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas.
De repente, o gelo se quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou.
A outra, vendo seu amiguinho preso e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
* Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante, o gênio Albert Einstein que passava pelo local, comentou:
- Eu sei como ele conseguiu.
Todos perguntaram:
- Pode nos dizer como?
É simples - respondeu Einstein -não havia ninguém ao seu redor, para lhe dizer que não seria capaz.
'Deus nos fez perfeitos e não escolhe os capacitados,
capacita os escolhidos'.
Fazer ou não fazer algo, só depende de nossa vontade e perseverança. (Albert Einstein)


Preocupa-te mais com a tua consciência do que com a tua reputação. Porque a consciência é o que tu és, e a tua reputação é o que os outros pensam de ti.
E o que os outros pensam, é problema deles.
(Obrigado menina com nome de flôr)

Step Up

quinta-feira, outubro 09, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Ando a ficar cada vez mais apaixonado pela dança.

Vi este filme "Step Up" que acaba desta forma e fiquei com vontade de dançar!
Aqui fica a partilha...

Rodeia-me com o teu Amor

quarta-feira, outubro 08, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Vi-os perdidos num cantinho, e trouxeram lembranças.


3-11 Porter - Surround Me With Your Love




Goo Goo Dolls - Iris

Otango

terça-feira, outubro 07, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)


O TANGO


THE ULTIMATE TANGO SHOW


OTANGO, pela 1ª vez em Portugal, directamente do coração de Buenos Aires para os principais palcos europeus, prestigiado musical, aplaudido pelo grande público e reconhecido pela crítica como o melhor espectáculo de Tango actual. Dezassete artistas argentinos abrem as portas do misterioso, nostálgico, sensual e mágico mundo do tango.

Perpetuado por Carlos Gardel e exaltado por Astor Piazzolla, o Tango é a verdadeira arte da vida, a essência de uma nação, uma forma de viver, a alma da Argentina. Uma brilhante história de amor em dois actos, seis cenas e mais de sessenta fatos originais, Otango recria a fabulosa história da música e da lendária dança Argentina...Otango, toda a paixão do Tango Argentino.

Este espectáculo concilia a representação teatral, a música e a carismática dança Argentina, numa produção que apresenta cenários sublimes, um guarda-roupa original de sessenta fatos que remontam à década de 1910 e artistas de renome do panorama actual de Tango.

Adrián Veredice & Alejandra Hobert, valores indiscutíveis no mundo dos Tangueros, é considerada a dupla mais carismática de dança da nova geração de dançarinos Argentinos. Artistas principais de Otango, Adrian e Alejandra dirigem a coreografia do grupo com a mesma paixão que moldaram as suas fabulosas carreiras enquanto artistas. Em palco teremos também a actual dupla vencedora do Mundial de Tango (Tango World Contest in Buenos Aires) Fernando Gracia & Natalia Tonelli Attori, bem como os famosos dançarinos Claudio González & Melina Brufman, Paula Rubín & Mariano Galeano, e ainda Christian Márquez & Virgínia Gómez, dupla de dançarinos que participou no vídeoclip “Diferente” dos Gotan Project.

Otango apresenta ainda um conjunto de músicos de rara sonoridade, dirigidos superiormente por Walter Rios. Sebastián Holz e Claudia Pannone entregam as suas vozes a este espectáculo, de alma e coração, considerados como duas das mais belas vozes da nova geração de cantores da Argentina.


mais informações: www.otango.com

7 de Outubro - Porto - Coliseu do Porto
8 de Outubro - Braga - Theatro Circo
9 de Outubro - Guimarães - Centro Cultural Vila Flor
10 de Outubro - Lisboa - Aula Magna
11 de Outubro - Coimbra - Teatro Gil Vicente
12 de Outubro - Leiria - Teatro José Lúcio da Silva

Bilhetes

* Doutorais: 35 euros;
* Primeiro Anfiteatro: 27 euros;
* Segundo Anfiteatro: 22 euros;
* Reservas através do telefone 707 234 234 ou através do endereço electrónico info@inmusicwetrust.pt.


Eu estou a pensar ir dia 10 para o Segundo Anfiteatro da Aula Magna. Se alguém quiser vir, apite!

Porquê?

terça-feira, outubro 07, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

"I know that someday you'll have a beautiful live, I know you'll be a star in somebody else's sky but why, why can't it be, why can't it be mine?" > Pearl Jam - Black





"Black"

Hey... oooh...
Sheets of empty canvas, untouched sheets of clay
Were laid spread out before me as her body once did.
All five horizons revolved around her soul
As the earth to the sun
Now the air I tasted and breathed has taken a turn

Ooh, and all I taught her was everything
Ooh, I know she gave me all that she wore
And now my bitter hands chafe beneath the clouds
Of what was everything.
Oh, the pictures have all been washed in black, tattooed everything...

I take a walk outside
I'm surrounded by some kids at play
I can feel their laughter, so why do I sear?
Oh, and twisted thoughts that spin round my head
I'm spinning, oh, I'm spinning
How quick the sun can drop away

And now my bitter hands cradle broken glass
Of what was everything?
All the pictures have all been washed in black, tattooed everything...

All the love gone bad turned my world to black
Tattooed all I see, all that I am, all I'll be... yeah...
Uh huh... uh huh... ooh...

I know someday you'll have a beautiful life,
I know you'll be a sun in somebody else's sky, but why
Why, why can't it be, why can't it be mine

Aah... uuh..

Too doo doo too, too doo doo...

Percurso de vida

segunda-feira, outubro 06, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)




"Há que endurecer-se, mas sem jamais perder a ternura."

Dúvidas?

domingo, outubro 05, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (1)


"Quando se tem dúvidas a respeito do que se deve fazer, basta imaginar que se pode morrer no fim desse dia. Então todas as dúvidas desaparecem, e pode-se ver com clareza o que lhe diz a consciência, e qual o seu verdadeiro desejo pessoal."


Tolstoi

Compromisso

sábado, outubro 04, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Não sou como a abelha saqueadora que vai sugar o mel de uma flor, e depois de outra flor. Sou como o negro escaravelho que se enclausura no seio de uma única rosa e vive nela até que ela feche as pétalas sobre ele; e abafado neste aperto supremo, morre entre os braços da flor que elegeu.


por Roger Martin du Gard, Os Thibault

Fanatismo

sexta-feira, outubro 03, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)



Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão do meu viver.
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida.
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!

“Tudo no mundo é frágil, tudo passa…”
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, digo de rastros:
“Ah! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: Princípio e Fim!…”


Florbela Espanca

O Amor, Quando Se Revela

quarta-feira, outubro 01, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)



O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer.
Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer...
Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!
Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...


Fernando Pessoa

Beleza

terça-feira, setembro 30, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Quando os ouvidos escutam, o pé bate, e os olhos ficam deslumbrados e o coração palpita mais forte.



Chicago: All That Jazz




Moulin Rouge: Come what may




Braveheart: Braveheart Theme




Romeu & Julieta: I'm kissing you




Amelie Poulain

Mudança

domingo, setembro 28, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

"Tudo pode mudar a qualquer momento, inesperadamente e para sempre."

Paul Auster, escritor

Benfica-Sporting

domingo, setembro 28, 2008 / Publicada por Rui Pedro / comentários (0)

Acho que mais importante do que destacar a beleza do jogo, e a alegria de ganhar aquela equipa que pensava que já era campeã à 3º jornada, é mais importante destacar a verdadeira beleza deste jogo.

Senhoras e senhores, as meninas que animam o inicio e o intervalo dos jogos, as Benfica Girls!